Meteorologia Serra Estrela - Vitor Baia

  • Continuação do tempo seco - Na primeira quinzena de Agosto continua o tempo seco com muito sol e temperaturas elevadas como é normal na época de Verão. A situação de seca tende a ag...
    Há 1 semana

domingo, 13 de janeiro de 2013

Bombeiros de Manteigas suspendem funções

Cerca de 40 bombeiros de Manteigas - Serra da Estrela - deixaram neste domingo de fazer serviço na corporação devido a divergências com a direção.

Os voluntários descontentes entregaram na manhã deste domingo uma carta ao comandante interino dos Bombeiros Voluntários de Manteigas, na qual informam que "a partir de hoje vão deixar de fazer serviço", disse à agência Lusa o subchefe Francisco Gomes - porta-voz dos elementos contestatários.

"É uma carta simples a dizer ao comando que nós vamos passar para a inatividade. Deixamos de fazer serviços, por motivos pessoais e profissionais, alegando que não há condições", justificou ainda.
O responsável disse que os elementos que entregaram o documento pediram a inatividade "durante o período de um ano", mas podem regressar ao corpo ativo a qualquer momento, "voltando a escrever novamente uma carta" ao comando.

"Desde que o senhor presidente - da direcção - saia, nós queremos voltar", garantiu Francisco Gomes, lembrando que os voluntários estão descontentes com o presidente da direção, Manuel Rabaça, e exigem a sua demissão.

Os bombeiros pedem a saída do presidente da direção, alegando que "tem perseguido um pouco os bombeiros" e que no quartel "há falta de material" para intervir no dia a dia.
Com a indisponibilidade de cerca de 40 bombeiros, a Associação Humanitária de Manteigas, que possui cerca de 60 elementos no corpo ativo, vai contar com "pouco mais de dez" elementos para assegurar o serviço diário, indicou o subchefe.

Francisco Gomes reconheceu que os elementos que ficam em funções "não vão conseguir" assegurar o serviço "durante 24 horas" e o socorro às populações e aos visitantes da Serra da Estrela pode ficar comprometido.

"Nós temos uma brigada de 15 elementos que faz serviço à Torre (...) e, a partir de agora, o dispositivo, que engloba seis corporações, vai ficar sem a nossa ajuda e também vai ficar em causa", previu o porta-voz dos bombeiros de Manteigas que estão descontentes com a direção.

O comandante interino da corporação, Francisco Tacanho, confirmou à agência Lusa a receção de "algumas cartas" entregues pelos bombeiros, adiantando que vai dar "conhecimento à direção e ao comandante distrital" do Comando de Operações de Socorro da Guarda.

A mesma agência também tentou obter um comentário do presidente dos Bombeiros Voluntários de Manteigas, Manuel Rabaça, que se ‘escapou’ a declarações sobre o assunto.


Fonte:  Jornal Correio da Manhã

Sem comentários: