Meteorologia Serra Estrela - Vitor Baia

sábado, 5 de janeiro de 2013

Bombeiros de Manteigas descontentes com direção ameaçam abandonar corporação

Cerca de 40 bombeiros de Manteigas, na Serra da Estrela, ameaçaram hoje abandonar a corporação, a partir do dia 12 de janeiro, devido a divergências com a direção.

Segundo o subchefe Francisco Gomes, os bombeiros estão descontentes com o presidente da direção, Manuel Rabaça, e exigem a sua demissão.

No final de uma reunião do corpo ativo com a direção da associação humanitária, realizada na tarde de hoje, os bombeiros contestatários anunciaram que irão "deixar de fazer serviço" a partir do dia 12, caso a situação se mantenha.

"A partir desse dia, esta associação vai deixar de contar com à volta de 40 bombeiros. Vamos mesmo deixar de fazer serviço", declarou Francisco Gomes à agência Lusa, lembrando que também já tinham entregue os capacetes à direção, de forma simbólica, numa assembleia geral realizada recentemente.

A acontecer este cenário, a corporação ficará com cerca de 20 homens no ativo, situação que comprometerá o socorro na região da Serra da Estrela, admitiu.

O corpo ativo de Manteigas possui uma brigada com 15 elementos, que integra o dispositivo de socorro na Serra da Estrela, no âmbito do Plano Operacional Nacional da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) criado para garantir segurança aos visitantes nos meses de inverno.

"Se não tivermos essa equipa e esses elementos, vai faltar o socorro", vaticina o subchefe.

Os bombeiros descontentes pedem a saída do presidente da direção, alegando que "tem perseguido um pouco os bombeiros" e que no quartel "há falta de material" para intervir no dia a dia.

O porta-voz dos elementos contestários referiu que existem carros "com condições degradáveis, já com 20 e tal anos", que não oferecem condições para os bombeiros e que na corporação também "falta material" de socorro.

"Se não temos material e condições para socorrer a população, como é que vamos fazer?", questiona Francisco Gomes.

A agência Lusa tentou obter um comentário do presidente dos Bombeiros Voluntários de Manteigas, Manuel Rabaça, mas recusou prestar declarações sobre o assunto.

Fonte: RTP

Sem comentários: