Meteorologia Serra Estrela - Vitor Baia

  • Finalmente chega o Outono - Este Outono de 2017 tem sido com tempo próprio do Verão. Tudo indica que finalmente vamos ter o tempo normal de Outono. Descida das temperaturas, algumas...
    Há 3 dias

segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

Manteigas precisa de retransmissor de TDT

Habitantes só terão acesso a TDT complementar via satélite.

Concelho poderá sofrer proliferação de parabólicas por sinal não cobrir a área.


O presidente da Câmara de Manteigas defendeu hoje a instalação de um retransmissor de sinal de Televisão Digital Terrestre (TDT) no seu concelho, totalmente integrado no Parque Natural da Serra da Estrela, para evitar a proliferação de antenas parabólicas.

Segundo o autarca Esmeraldo Carvalhinho (PS), a partir de 26 de Abril, os habitantes do seu município só terão acesso aos canais de televisão através da TDT complementar via satélite (Direct to Home - DTH), uma vez que o sinal terrestre não abrange aquele território localizado em pleno "coração" da Serra da Estrela.


O autarca disse discordar da situação, porque a aquisição de antenas parabólicas terá custos financeiros acrescidos para os residentes e a sua instalação originará efeitos visuais negativos na paisagem do Parque Natural da Serra da Estrela (PNSE). A solução passa pela instalação de um retransmissor de sinal terrestre que permitirá difundir o sinal TDT pelas habitações sem "adulterar a paisagem urbana", considerou.

Esmeraldo Carvalhinho disse que já reuniu com responsáveis da Autoridade Nacional de Comunicações (ANACOM) e da Portugal Telecom (PT) a quem colocou o problema e sugeriu a instalação do retransmissor, que custa cerca de 50 mil euros, mas ambas as entidades declinaram responsabilidades no processo e não se mostraram disponíveis para assumir o encargo.

Admitiu que, num último recurso, a Câmara Municipal de Manteigas adquirirá o equipamento de retransmissão "a expensas próprias", como já fez anteriormente em relação à distribuição do sinal analógico. No entanto, dá conta do descontentamento pela situação originada, alegando que os habitantes de Manteigas são "portugueses de primeira como os outros" e exigem "igualdade de tratamento".

A circunstância acontece porque o concurso lançado pela ANACOM para o sistema digital terrestre "cobre apenas 87 por cento do território nacional", quando devia cobrir "cem por cento", denunciou. O autarca reconhece que existe um mecanismo de apoio para aquisição de material técnico para recepção do sinal satélite mas alega que o equipamento não se enquadra, em termos paisagísticos, no território do PNSE.

"A Câmara prefere, numa situação final, ter que pagar o retransmissor do que ter uma paisagem urbana completamente pejada de pratos de [antenas] parabólicas nas varandas, nos telhados e nas janelas [das casas], porque [o concelho] é um território que queremos preservar a todo o custo", garantiu. O concelho de Manteigas é o mais pequeno do distrito da Guarda, possuindo cerca de 3.500 habitantes dispersos pela sede e pelas freguesias rurais de Sameiro e de Vale de Amoreira.
Fonte:  Ciencia Hoje

Sem comentários: