Meteorologia Serra Estrela - Vitor Baia

  • Mais calor a partir de Sábado - O tempo vai continuar quente e seco, vamos ter mais calor a partir de Sábado com as temperaturas a ultrapassarem os 40 ºC nos locais mais quentes e os 35...
    Há 6 dias

quinta-feira, 18 de junho de 2015

Intenção de antecipar fim de obras em estrada em Manteigas não sossega Câmara

A Infraestruturas de Portugal (IP) admitiu hoje a intenção de antecipar a conclusão das obras de requalificação da estrada 338 entre Piornos e Manteigas, mas a autarquia de Manteigas desvaloriza e alega que “não tem quaisquer efeitos práticos”.


A IP anunciou hoje em comunicado que na terça-feira decorreu uma reunião na Câmara Municipal de Manteigas, durante a qual “informou que deseja antecipar a reabertura da estrada ER 338, reduzindo ao máximo o incómodo causado durante o período de obra”.

“Sendo uma obra que é conhecida da autarquia desde 2012 e reafirmada por diversas vezes, a IP pede a compreensão de todos para que a obra decorra da forma mais rápida possível. Todos beneficiarão com a melhoria das condições de segurança, qualidade da pavimentação e nova sinalização horizontal e vertical”, lê-se na nota.

O vice-presidente da autarquia de Manteigas, José Manuel Saraiva Cardoso, disse hoje à agência Lusa que na reunião foi transmitida a possibilidade de as obras, iniciadas a 27 de maio e com prazo de execução de quatro meses, poderem ser antecipadas.

“Ficámos com essa ideia, que podiam antecipar, mas [uma eventual antecipação] não tem quaisquer efeitos práticos, porque as obras vão decorrer nos meses de junho, julho e agosto, [que registam um maior movimento de visitantes na Serra da Estrela] porque mesmo a anteciparem, no mês de setembro, já não adiantam nada”, explicou.

O autarca disse que no encontro com representantes da IP a autarquia apresentou uma proposta, para ser transmitida ao Conselho de Administração, onde é exigido que “quando avançar o IC6, o IC7 ou o IC37, ou no prazo máximo de cinco anos, até 2020, fazerem também o alargamento da ER 338″.
“Eles [os representantes da IP], a única contrapartida que nos trouxeram foi a de que, depois da intervenção, iriam semaforizar toda a estrada no sentido de informar os veículos pesados quando circulavam na via sem problema”, indicou.

José Manuel Saraiva Cardoso adiantou que no seguimento de uma providência cautelar apresentada pela Câmara, o Tribunal Administrativo e Fiscal de Castelo Branco notificou a IP e o empreiteiro para, no prazo de 48 horas, “se pronunciarem sobre a possibilidade de, até ser proferida a sentença” no processo cautelar, “manter aberta parte da ER 338″.

A IP está a realizar desde o final do mês de maio uma intervenção de requalificação da ER 338 entre Piornos e Manteigas, na Serra da Estrela.

A autarquia de Manteigas e a população exigem o alargamento da via e estão contra o fecho da estrada durante a realização das obras.

Segundo a empresa, a obra representa um investimento de 947 mil euros e tem como objetivo a reposição dos níveis de qualidade e de segurança na circulação.

“A estrada apresenta já sinais de evidente degradação que urge corrigir. Resultado da última inspeção, o seu nível de qualidade foi classificado como Mau, com o indicador de 1,45, sendo que a média de qualidade nas Estradas Nacionais é de 2,9 – Razoável/Bom”, refere a IP no comunicado.

Fonte:  Beira.pt

Sem comentários: